Feeds:
Posts
Comentários

Archive for novembro \15\UTC 2008

Ela

ela

Ser pura, doce, meiga, serva e bela
Ter pernas grossas, bunda e fartos seios
Cantar, dançar, vestir-se de floreios
Gemer pra sempre nua numa tela!

Chorar com casamento na novela
Saber mandar ao diabo os aperreios
Manusear as cordas dos arreios
Guardar consigo um gueto de aquarela!

Ter certa intimidade com a panela…
Denunciar nos lábios mil anseios!
Incendiar, nos homens, devaneios
Eis tudo o que é preciso pra ser ‘Ela’!

A Musa feminina é uma miragem
De luzes e costelas e conceitos
Narcótico talhado para o sexo!

É ser a projeção da própria imagem
Pousada ingenuamente sobre os leitos
Do pensamento raso e desconexo…

Mas ser um Ser humano mais complexo
Ter alma, braço, cérebro e ter peitos
Ser bem mais que ternura… é ter coragem!

Nascer mulher sem ser um personagem
É andar à margem escura, é não nascer!

Read Full Post »

Minuto de silêncio

Cantar, desafinar, fazer barulho
Arregalar os olhos encharcados
Fazer vibrar os dedos exaltados
Cuspindo ao vento sílabas de entulho!

Cantar sem ar no abraço do mergulho
Dar de beber aos pobres desgraçados
Banhar de luz os cílios apagados
Ao desfazer-se em lágrimas de orgulho!

Cantar… mas que tolice! Que aventura!
Cafigrafar a vida em partitura
E tentar traduzi-la a não sei quem…

Não serei louca ao ponto de morrer
Esquartejando a voz pra não dizer
Coisa nenhuma, nunca a Seu Ninguém!

Read Full Post »

O que não somos

(A Jimenna Rocha)

Acreditar no Ser da Plenitude
No verbo da verdade imperecível
Na possibilidade do impossível
É conhecer a paz mas eu não pude…

Matar a sede em goles de virtude
Anestesiar o nervo mais sensível
Não desejar tocar o inacessível
Nem questionar o fim de uma atitude

Crescer como germina uma semente
Florir, frutificar e ser paciente
Viver em calmo estado de dormência

Pudesse eu comungar desta certeza…
Ser todo vegetal, ser só Beleza
Em vez de ser Mistério em sã consciência!

Read Full Post »