Feeds:
Posts
Comentários

Archive for março \22\UTC 2010

Phalaenopsis Lilas

Deu-me um beijo no rosto e uma flor morta
Amputado o estilete, a cor e o cheiro
Disse assim (o olhar baço): “a vi primeiro”
Deu-me o beijo e a flor, mas o que importa

Deu ao Tempo que o fez seu prisioneiro
Deu, também, a outra mão que o reconforta
Desta flor que meu dedo, agora,  entorta
Sobe a náusea das frestas de um bueiro

Uma orquídea vestida em borboleta!
“Obrigada, meu bem, quanta bondade
posso ler nesta pétala violeta…”

Uma orquídea, a gran mestra em falsidade!
Qual você, que já agarra a maçaneta…
… Sempre li nas suas costas a verdade.

Também este não é tão novo assim..

Read Full Post »

Eu beijo o teu olhar como quem dança
Com o pássaro que excita o azul ao cio
E o faz querer pousar no lábio fio
Castanho deste meu olhar de lança

Tu vens escorregando pela trança
Do sol e vens flautando um assovio
Vermelho e quando chegas, já tardio
Percebes que esse fio ninguém alcança

Mas tu te rendes, leve, às mãos do voo
E amando, meio enlevo, meio enjoo
Vês que esta vida é avessa à paz do pouso

E me fazes dançar, só riso e cílio
Tateando os desvãos de um lar exílio
Onde hei de enlouquecer e quero e ouso!

Poema postado bem tardiamente. Feito nfinal do ano passado, se não me engano, rs.

Read Full Post »